Partilhar
Partilhar em:

Como era o Halloween antigamente

Como era o Halloween antigamente

O dia está finalmente chegando, a altura dos sustos, das máscaras horripilantes e das partidas noturnas. Doce ou travessura são as palavras de ordem, e ai daqueles que não deem um docinho para alimentar a gula. Esses serão aqueles que mais sofrerão nessa noite. Não posso perder essa festa, afinal de contas não é todos os dias que posso fantasiar de algo medonho e andar correndo pelas ruas assustando todo o mundo. Isso só é possível na noite de Halloween. Mas a verdade é que nem sempre foi assim, no Brasil a influência é recente devido aos programas americanos, mas a história do Halloween não começou nos EUA, quer saber como era o Halloween antigamente? Continue lendo esse artigo do umComo que nós explicamos.

Também lhe pode interessar: Como era o carnaval antigamente

Origem Celta

O Halloween tem nesse momento a influência de duas origens, a católica e a celta. Os primeiros a celebrar eram os celtas, um povo que vivia na atual Escócia e Irlanda. Quando chegava o final de Outubro e início de Novembro, os celtas celebravam um dia que para eles era sagrado, o Samhain. Nessa noite se iniciava o novo ano celta, o verão terminava e começava o inverno (apenas tinham duas estações do ano), a noite tomava conta do dia, o frio crescia e se dizia que a morte vagava pela terra. Isso porque o frio que se sentia matava os mais fracos, homens e animais, e as flores desapareciam. Era a altura da última colheita, onde se matava boa parte do gado para terem carne para o inverno.

Nesse dia o Samhain, o Deus Rei morria, e a Deusa Anciã passava a lamentar sua morte durante as oito semanas seguintes. Era uma altura de terminar compromissos e iniciar novos planos para o ano seguinte. Com a chegada do novo ano, os celtas honravam os espíritos dos seus anciãos e daqueles que haviam partido, eles acreditavam que nesse dia de Halloween/Samhain a linha que separava os dois mundos, terreno e espiritual, estava muito ténue, o que permitia o contato com eles. Por causa disso, colocavam luzes à porta para os ajudar a encontrar o caminho para o outro lado além disso também colocavam as conhecidas Jack o'Lantern para afastar os maus espíritos, e as máscaras aterradoras eram utilizadas por pessoas que necessitavam sair de casa durante a noite, fazendo-se acompanhar por uma lanterna de couve, que nos EUA passou a abóbora.

Origem Católica

A outra origem do Halloween e de onde vem o nome que conhecemos é católica. No século IV depois de Cristo, na zona atual da Síria, existia uma celebração de louvor aos Mártires. Mais tarde no século VII, o Papa Bonifácio decidiu que esse dia passaria a Dia de Todos os Santos e era celebrado a 13 de Maio, só mais tarde outro Papa (Gregório) decidiu mudar a data de celebração para 1 de Novembro a fim de conseguir converter mais pessoas de outras culturas e religiões para o Catolicismo e mandou que fosse comemorada em toda a parte. A celebração ganhou enormes contornos e passou a iniciar-se a 31 de Outubro com missa vespertina e uma vigília com velas. A essa comemoração se dava o nome em inglês de All Hallow's Eve, que com o passar dos anos ficou Halloween.

Se acredita que essa foi uma forma encontrada pela Igreja Católica para acabar com a celebração do Samhaim. Como se sabe a Idade Média foi uma época muito conturbada na Europa, muitas doenças, guerras, mortes, e tudo mais. A Igreja se aproveitou desse período para expandir a sua força e as pessoas viviam no estado de quase submissão à vontade do clero. Tanto que nessa época se deu início a uma caça às bruxas/os, todos aqueles que fossem suspeitos de serem curandeiros, pagãos e outros mais, por vezes acusados falsamente, conheceram a morte através da fogueira. Essa ideia acabou se transformando no Dia das Bruxas principalmente na Irlanda, um país com tradições celtas mas que havia se tornado católico e foi mais tarde levada para os EUA através dos imigrantes irlandeses.

Referências antigas

Atualmente o Halloween pouco ou nada tem de referente aos costumes antigos, apenas alguns símbolos foram ficando, como a Jack-O'Lantern, o gato preto, as bruxas, as caveiras e pouco mais. A referência aos mortos ainda existe mas já não tem o mesmo significado. Antigamente se louvava os antigos, aqueles que haviam falecido e partido para outro mundo, pois se acreditava que estavam num mundo melhor. Se utilizavam as máscaras horrorosas para espantar os espíritos malignos que podiam "tomar" conta do nosso corpo e assim ressuscitar. As tradições do Halloween foram mudando mas a celebração, essa parece que nunca se vai perder.

Se deseja ler mais artigos parecidos a Como era o Halloween antigamente, recomendamos que entre na nossa categoria de Festas e Celebrações.

Comentários (0)

Escrever comentário sobre Como era o Halloween antigamente

O que lhe pareceu o artigo?

Como era o Halloween antigamente
1 de 4
Como era o Halloween antigamente