Partilhar

Como se comemora a Páscoa Judaica

Por Paula Cassandra. Atualizado: 16 janeiro 2017
Como se comemora a Páscoa Judaica

Como em outras culturas e religiões, os judeus celebram na Páscoa acontecimentos associados à história de seu povo, quando foram libertados do domínio do Egito. Esses fatos são lembrados até os dias de hoje, quando a data é festejada com rituais próprios. Para saber como se comemora a Páscoa Judaica confira as informações que o umComo.com.br reuniu sobre o assunto.

Também lhe pode interessar: Como a Páscoa é comemorada no Brasil
Passos a seguir:
1

A Páscoa Judaica, chamada de Pessach, palavra essa que significa “passar por cima”, é denominada ainda de "Festa da Libertação", pois representa o momento em que os hebreus, como eram chamados os judeus, se libertaram da escravidão no Egito. Esses fatos deram-se por volta do ano 1280 a.C., de acordo com o que está descrito no Torah, o Livro Sagrado dos Judeus.

2

A comemoração é realizada, segundo o calendário judaico, entre o 15º e 23º dias de Nissan, que é o primeiro mês do ano. No calendário cristão, a data equivale ao mês de março ou abril. Até hoje em dia, se comemora a Páscoa Judaica de um modo bem próprio, com rituais que buscam manter viva a história do povo judeu. Essa é também uma forma de seus membros se manterem conectados, mesmo que estejam em diferentes partes do mundo.

3

Para os judeus, a Páscoa representa o nascimento do seu povo, pois foi quando se libertaram e puderam voltar à sua terra, Canaã. Para dar a essa data especial uma celebração à altura, os judeus se preocupam em estar com as suas casas bem arrumadas, onde reúnem os seus familiares. A mesma atenção é dada ao uso dos talheres, pois são usados alguns específicos. No entanto, os preparativos iniciam um dia antes da Páscoa Judaica, quando as pessoas fazem jejum para homenagear os primogênitos que sobreviveram ao domínio egípcio.

4

Após esse momento, iniciam as refeições intercaladas com narrativas que visam manter presentes as lembranças dos fatos ocorridos há tanto tempo, além de ensinar aos mais jovens. Além disso, todos os pratos que são servidos contam com ingredientes que possuem um significado. No caso do pão ázimo, também conhecido como pão magro, que não recebe fermento e apenas farinha de trigo ou de outro cereal e água, o seu significado está associado à pressa que o povo judeu tinha de partir do domínio egípcio. Dessa forma, não havia tempo para esperar que a massa do pão levantasse. Essa passagem está presente no livro de Êxodo, capítulo 12.

5

O grão de bico e a pasta de amêndoas são outras especialidades que não podem faltar na Páscoa Judaica, assim como o carneiro assado e o ovo cozido, o qual representa a transformação da vida. Já a erva maror tem como significado a vida amarga dos hebreus no período que viveram no Egito e foram subjugados, em decorrência do seu gosto. Há também o charôsset, um doce pastoso feito de nozes, tâmaras, canela, amêndoas e vinho, com um sabor suave, sendo que a sua cor serve para lembrar a argamassa que foi utilizada para fazer tijolos, atividade comum entre os hebreus na época de sua escravidão.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Como se comemora a Páscoa Judaica, recomendamos que entre na nossa categoria de Festas e Celebrações.

Escrever comentário sobre Como se comemora a Páscoa Judaica

O que lhe pareceu o artigo?

Como se comemora a Páscoa Judaica
Como se comemora a Páscoa Judaica

Voltar ao topo da página